Feiras e Eventos

Experimento Cordeiro Nobre - mai/2010

A exploração de ovinos no Nordeste do Brasil vem crescendo em função deste rebanho ser importante fonte alimentar, que pode ser produzida a baixo custo. Porém, as parasitoses gastrintestinais tem se constituído num sério obstáculo à ovinocultura, com ênfase para a coccidiose, que tem se tornado um fator limitante para a exploração, principalmente para a produção de cordeiros sendo poucos são os estudos sobre este parasita no Estado do Rio Grande do Norte.

O objetivo deste trabalho foi conhecer a ação do Deccox® (decoquinato a 6% micronizado), no controle da eimeriose em cordeiros no município de Macaíba/RN, e identificar quais as espécies de Eimeria infectam ovinos na região Leste Potiguar.

Para obtenção dos dados do experimento, a cada 14 dias foram realizadas pesagens e coletas de fezes, com acompanhamento do ganho de peso ponderal, diagnóstico parasitológico e análise quantitativa de oocistos nas fezes coletadas.

O experimento teve duração de 150 dias, e foi dividido em duas fases: A fase de cria durou 50 dias, período em que os cordeiros tiveram contato direto com as ovelhas, sendo que, durante os primeiros 15 dias do experimento, os cordeiros permaneceram em tempo integral com as mães, que também foram tratadas com os mesmo produtos, e nos 35 dias restantes, foram separados em baias distantes das mães, mas retornando a elas duas vezes ao dia, de manhã e à tarde para amamentação. Passados os 50 dias iniciais, os cordeiros foram apartados definitivamente das mães, dando início a fase de recria, que durou 100 dias.

O estudo evidenciou que houve diferença significativa na redução do OOPG (oocistos por grama de fezes) em relação aos tratamentos. Conclui-se que o tratamento com Sal Mineral Proteinado LeãoOvinos Engorda CC, sal mineral enriquecido com Deccox ® (decoquinato a 6% micronizado) favoreceu o controle da eimeriose ovina. Neste experimento foram encontradas as seguintes espécies de Eimeria: E. ahsata, E. crandallis, E. granulosa, E. intrincata, E. ovina, E. faurei, E. ovinoidalis, E. pallida e E. parva.


voltar